Relatórios Econômicos

Relatório Econômico

Dezembro | 2020

O mês de dezembro foi marcado pela intensificação de casos da Covid-19 mundo afora, com adoção de medidas mais duras de lockdown, e novos anúncios de política fiscal expansionista nos países desenvolvidos. O #relatóriomensal da Turim MFO aborda o impacto desses acontecimentos nos mercados.

Na agenda internacional, as preocupações a respeito da segunda onda fizeram nações como França e Reino Unido adotarem uma nova rodada de medidas restritivas. Já nos EUA, o Congresso aprovou um pacote de estímulo orçado em US$ 900 bilhões – que conta com uma transferência direta de US$ 600 para as famílias, o que tende a impactar positivamente a renda dos americanos.

No Brasil, a taxa de desemprego (IBGE) vem recuando na margem. Porém, se for calculada uma estatística alternativa, que contabiliza as pessoas que deixaram de procurar emprego durante a pandemia (e, portanto, não são consideradas desempregadas), a taxa segue muito elevada e ainda há um longo caminho a ser percorrido até a volta ao nível pré-Covid.

No âmbito dos mercados, dezembro mostrou continuidade do forte fluxo de capitais direcionado às economias emergentes, o que se refletiu em bons números do Ibovespa – e os sinais iniciais de janeiro apontam na mesma direção.

Fazer download

Relatório Econômico

Novembro | 2020

O mês de novembro foi marcado pela forte aceleração dos casos de coronavírus na Europa e nos EUA. O #relatóriomensal da Turim MFO mostra que, com as medidas de restrição, a atividade europeia deu sinais de contração relevante no mês, em particular no setor de serviços.

Diferentemente do caso europeu, as medidas do país americano foram mais brandas. Assim, com a continuidade de uma política monetária expansionista, expectativa de mais um pacote fiscal e perspectivas de vacinação, a economia americana deve continuar performando bem ao longo dos próximos trimestres.

No cenário doméstico, tivemos uma forte desvalorização cambial, que somada à alta das commodities e quebra de safra em alguns itens, vem produzindo uma forte alta nos preços dos alimentos. Além disso, no mês, o país registrou a entrada recorde de US$ 6,2 bilhões de fluxo estrangeiro para ações brasileiras – movimento que também foi visto na classe de emergentes, em particular nos países mais ligados a commodities.

Mas a fragilidade fiscal brasileira continuou sendo refletida em alguns preços de ativos – como os juros dos títulos públicos atrelados à inflação com vencimento em 2050, que mantiveram-se dentro do intervalo que vinham desde setembro.

Fazer download

Relatório Econômico

Outubro | 2020

O mês de outubro foi marcado por uma correção nos ativos de risco – resultado de uma mistura de redução de riscos antes das #eleiçõesamericanas com o impacto econômico da quarentena na Europa, após aceleração do número de novos casos de #Covid-19.

O #relatóriomensal da Turim MFO destaca ainda a correlação positiva entre a performance das classes de ativos, com quedas no S&P 500 e na Nasdaq 100; elevação nas taxas de juros dos títulos de longo prazo – ou seja, queda de preço dos títulos –; e queda no preço do ouro.

No Brasil, depois de muito tempo, o fluxo de estrangeiros para a bolsa voltou a mostrar força, sendo o melhor mês desde março de 2019.

A taxa de #desemprego apresentou forte alta após o choque do coronavírus. Se a população economicamente ativa (empregados e pessoas procurando emprego) mantivesse comportamento similar ao pré-covid, estimamos uma taxa muito mais alta do que a oficialmente divulgada, próxima a 24%.

Já o BC reforçou a estratégia de manter as taxas de #juros estáveis por um período prolongado (forward guidance). Mas destacou que as regras fiscais terão que ser respeitadas – e que estratégias “criativas” para contornar o teto de gastos também resultarão em reavaliação da comunicação.

Para saber mais, leia o relatório completo

Fazer download